domingo, 24 de junho de 2012

Adeus minha querida Madrinha


Nada que eu não esperasse. Tinhas 99 anos, estavas muito velhinha e cansada. Chegou o teu dia.
Foste, uma das mulheres mais admiraveis que conheci.
Criaste 4 filhos, um dos quais, com o sindroma de Down. Conseguiste, que lêsse, escrevêsse, fizesse contas. O nosso Henrique, um cavalheiro muito educado, ainda vive, apesar da esperança de vida deles ser curta, chegou aos 61 anos. Está mal, não conhece ninguém, mas teve uma vida feliz. Tu partiste descansada, sabendo que a irmã, continuará a tratar dele.
Dedicaste a tua vida, a pessoas como ele, primeiro em África, depois em Cascais.
Em África a vida foi dura, com o meu Padrinho doente, mas tu eras uma lutadora, uma mãe coragem. Aqui, conseguiste comprar a tua casinha, trabalhaste até conseguires. Os anos passaram, um AVC diminuiu-te muito e, foste para casa da filha, a minha querida prima, tão valente, tão sofrida, que te devolveu todo o amor e carinho, que lhe deste.
Dizer que te amei é pouco. Desde pequenina, tinha por ti uma admiração sem medida, sentia-me orgulhosa de ser tua sobrinha e afilhada, adorava quando me achavam parecida contigo.
Esta foto, tirada na última vez que te vi, lembra-me que falámos, rimos, até  cantarolámos as duas. As nossas mãos estiveram sempre apertadas, as nossas mãos tão parecidas.
Sabes? Foste a irmã querida do meu Pai, eras um pedaço dele, que ainda vivia.
Não sou capaz de escrever mais.
Vera, Zé Manel, Nica, meu querido Quico, a vossa prima é muito vossa amiga. Um abraço grande e beijinhos para vós, maridos, mulher e filhos, da vossa Maga.
Madrinha, adeus. Um último beijo, um último pedido: A tua benção.
Da tua sobrinha e afilhada que nunca te esquecerá e vai sempre amar-te.
Maga

Amigos: Até qualquer dia.
Maria     

33 comentários:

Um Jeito Manso disse...

Querida Mary,

Mais uma notícia triste, mais uma despedida.

Lamento e envio-lhe um beijinho.

Maria disse...

Amiga:
Apesar de ser mais ou menos esperada, foi uma noticia muito triste para mim. Gostava muito dela e ela de mim.
Obrigada, minha Amiga.
Beijinhos
Maria

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga independentemente da idade a partida de quem amamos é sempre muito dificil.
Lamento muito a morte da sua madrinha.
Um grande beijinho
Maria

Maria disse...

Maria:
Obrigada pelas suas palavras.
Estou triste e sem forças para nada.
Beijinhos
Maria

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

É para sentir-se triste, demasiadamente, nesse adeus, mas, é muito mais para sentir-se recompensada, por ter convivido, por tão longos anos com, a sua querida tia-madrinha, Maria.
Meu forte abraço,querida irmãzinha.
Beijinhos de conforto,
da Lúcia

Maria disse...

Querida Lucinha:
Muito obrigada, é só o que posso dizer.
Foram muitos anos, o que de certa forma, torna esta morte ainda mais dolorosa.
Beijinhos
Maria

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zé do Cão disse...

As minhas condolências, boa Amiga.


Maria disse...

Obrigada, Zé, meu amigo.
Beijinho
Maria

Traçados sobre nós disse...

Cara Maria:

Sinto muito!

Há pouco tempo, alguém de mim próximo também partiu. Escrevi, então, um pequeno poema: "Sempre poema, sempre enigma...". Deixo-lhe a parte final:

"...

Poema o mesmo sempre,
Sempre a vida enigma …

No meio,
O de cada um, nosso,
Cada poema,
Recheio,
O nosso …"

Saudações cordiais,

J. Rodrigues Dias

Maria disse...

Meu Poeta
Agradeço-lhe muito.
Belo Poema, que muito me sensibilizou.
Cordiais saudações
Maria

Olinda Melo disse...

Querida Maria

Lamento esta sua perda. A sua madrinha uma mãe-coragem, uma mulher de fibra, partiu mas deixando obra feita, criando e cuidando dos filhos, em especial, o filho com síndroma de Down.

Desejo-lhe força e coragem para estes embates da vida.

Beijinhos.

Olinda

Olinda

Maria disse...

Querida Olinda
Muito obrigada pelas suas palavrinhas.
Ainda me sinto muito abalada.
Beijinhos
Maria

MCP disse...

Maria

Quando há dias comentei o seu post anterior, não tinha conhecimento da perda que teve passados poucos dias, da sua querida Madrinha.
Lamento muito o seu enorme desgosto.
As pessoas que muito amamos e nos deixam, ficam para sempre no nosso coração.
Beijinhos

Maria disse...

MCP
Não lhe respondi na altura, porque me sentia tão em baixo, que não fui capaz.
Uma amiga em Odivelas, é muito bom.
Obrigada pelas suas palavras e volte sempre.
Quem sabe se nos conhecemos?
Beijinhos
Maria

MCP disse...

Querida Maria,
Agradeço a sua resposta aos meus comentários.
Realmente era muito engraçado se nos conhecessemos, mas Odivelas é muito grande e provavelmente não.
De qualquer das maneiras continuarei a ler, com muito entusiasmo, tudo o que escrever e quizer connosco partilhar.
Desejo que esteja menos triste e que o perído de descanso lhe esteja a fazer bem.

Até um dia destes.

Beijinhos
MCP

Maria disse...

Amiga:
Desde que uma tarde em Itália, encontrei um rapaz que conheci bebé, nada me espanta.
Mas, o que importa, é que nos conhecemos AQUI.
Beijinho amigo
Maria

Alva disse...

Olá Maria

Fica o meu apoio e força...
Sabendo que, infelizmente, até aqueles que amamos terminam as suas vidas deixando um imenso vazio no nosso coração...

Mil beijinhos da tua Pequenina

Olinda Melo disse...

Querida Maria

Venho trazer-lhe beijinhos de boa noite, uma noite sossegada e repousante.

:)

Olinda

Maria disse...

Minha Pequenina:
Espero que tudo te esteja a correr bem.
Não consigo escrever muito. Ainda estou muito em baixo.
Obrigada pela tua ternura.
Beijnhos
Maria

Maria disse...

Querida Olinda:
Vou tentar descansar.
Tenho andado com obras e cheia de trabalho. É bom, porque assim ocupada, não penso.
Beijinhos
Maria

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Minha querida Maria, vim abraçá-la,desejando-lhe um bom domingo, com paz de espírito.. Saia dessa tristeza, logo. Sinto falta, de suas postagens e de seus comentários.

Beijos, irmãzinha,
da Lúcia

Maria disse...

Querida Lucinha:
Obrigada pelo abraço.
Qualquer dia, talvez volte. Quem sabe?
De momento, não consigo.
Talvez um dia destes, talvez nunca mais. Ainda não sei.
Beijinho grande, da
Maria

Je Vois La Vie en Vert disse...

Minha querida amiga,
Foi uma bela homenagem que deixaste para a tua madrinha. O teu texto lembrou-me a minha madrinha que foi uma das pessoas queridas que perdi neste annus horribilis que foi 2011 mesmo se não ela teve o mesmo percurso da tua madrinha. A minha ficou solteira (no entanto era muito bonita e elegante) tratou da mãe viúva, ajudou o irmão mais velho que abriu uma livraria, ajudou uma prima que enviuvou, estava sempre disponível para tomar conta dos sobrinhos e era a nossa querida Mèmène (vinha da palavra marraine que lhe dei quando eu era pequenina e foi adoptada pelos meus irmãos). Até que um dia teve que ser internada por sofrer de Alzheimer. Eu fui visitá-la até ela me reconhecer e depois nunca mais porque eu queria guardar uma bela recordação dela (tenho fotos dela em casa bem colocadas). Na cama sem reacção há muitos anos, ela deu o seu último sopro suavemente num lar do estado onde foi sempre muito bem tratada, sempre limpinha, sem escaras, gentilmente chamada por tia.
Só espero que o ano de 2011 não se prolonga porque na 4ºF descobriram o corpo do filho duma prima direita sem vida num canal. Desde sábado é que era procurado intensamente pela família e amigos porque tinha falhado a uns ensaios da peça onde entrava e desde esta altura é que tenho estado muito em baixo. Ele era actor, estava a correr tudo bem para ele e tinha 29 anos...

Beijinhos, minha amiga
Verdinha

Maria disse...

Minha querida Verdinha:
Mesmo com uma idade avançada, a minha madrinha faz-me muita falta.
Estou de rastos, sabes? Muita coisa se tem passado e só o casamento da minha filha, me deu um pouco de felicidade.
Estou muito em baixo.
Obrigada, amiga, pelas tuas palavras.
Abraço
Maria

elvira carvalho disse...

Finalmente um amigo conseguiu descobrir o que se passava com o meu pc e repará-lo.
Peço desculpa pela ausência, mas se a princípio conseguia abrir alguns depois deixei por completo de conseguir abrir. Levei horas a correr o antivírus a desinstalar programas e a reinstala-los e nada. Por fim um amigo através de um amigo virtual, através de um programa de controlo remoto, levou quase três horas a mexer nele e conseguiu pô-lo como novo. Bem Hajam os amigos.
Lamento a partida da sua madrinha. Por muito idosos que sejam sempre os queremos junto de nós. É mais um golpe numa altura em que a dor da perda do seu amigo ainda não se diluiu na saudade. Gostaria de ter talento para lhe escrever uma mensagem de apoio. Porém eu nestas circunstâncias nunca fui muito boa com as palavras. Talvez porque eu penso que em certas ocasiões, não há no mundo palavreas que sirvam de consolo.
Deixo um abraço de muita amizade.

Anónimo disse...

Maria, todos partimos para apanhar a carruagem do destino, mas sabemos que todos nos voltamos a encontrar, todos os que nos amamos pelos caminhos da vida, sejam parentes, ou não...

Deixo-te beijinhos e muita ternura..a saudade guarda-se cá dentro e é um lenitivo nas horas em que o pensamento volta...


laura

Maria disse...

Elvirinha amiga:
Tem razão. As palavras não contam, mas o sentimento que as inspira, conta muito.
Obrigada pela sua amizade.
Beijinhos
Maria

Maria disse...

Minha Flor:
Obrigada pelas tuas palavras.
Espero que estejas melhor do dedo.
Beijinho
Maria

MCP disse...

Querida Amiga,

Passei só para lhe desejar um óptimo dia.

O Sol está lindo, espero que ele invada o seu coração.
Vamos encarar a vida o melhor que possamos, aproveitando os momentos bons que ela nos proporciona.
Eu cá estou por esta nossa cidade, Odivelas, como lhe disse vivo aqui...bem pertinho dos Correios, desde os 6 anos de idade e já lá vão 54...

Bem mais fácil encontrar do que em Itália...

Por hoje não a canso mais mas prometo que volto e quero ver mais das suas publicações, quer em prosa ou verso, são todas lindas.

Beijinho grande

MCP

Olinda Melo disse...

Minha querida Maria

Como está? Desejo que esteja mais animada, menos triste e com saúde. A perda dos entes queridos é uma coisa que dá cabo de nós porque as lembranças estão sempre presentes, a todo o momento.
Bem, não quero entristecê-la mais. Vim até aqui para lhe dar ânimo.

Nas minhas próximas visitas falarei apenas de dias de Sol, de flores, da água a jorrar de grandes cataratas e do barulho maravilhoso que ela faz e dos salpicos quando conseguimos chegar por perto...

:)

Beijinhos

Olinda

Olinda Melo disse...

Querida Maria

Mais beijinhos e votos de uma muito Boa Noite.

:)

Olinda

Maria disse...

Amigos:
Agradeço a todos os meus amigos, em especial à Olinda, os comentários.
Neste momento, com obras, limpezas e um grande cansaço de tudo, estarei menos presente.
Talvez volte, qualquer dia.
Não vos esqueço e continuo a ser a mesma Maria de sempre.
Obrigada, até qualquer dia e beijinhos para todos.
Maria