sábado, 13 de fevereiro de 2010

Sem Abrigo encontrado morto

Eu sei que a minha volta, deveria ser um agradecimento aos meus queridos amigos, pela ternura e ajuda que me deram. Foram todos amorosos, tentaram dar-me força numa altura muito má da minha vida. Sei também, que deveria contar o que se passou. Depois de médicos, exames, análises, parece que tudo se resolverá, com medicamentos, calma e um pouco de paciência. Feitas as explicações, vamos à história de hoje, que não é alegre, como poderão ver pelo nome. Não tem fotos. A miséria, todos a conhecem e, não tem rosto, nem nacionalidade.
No Jornal “O Templário”, semanário da minha terra, vem este título na primeira página. Eu sei que isto acontece todos os dias, em qualquer lugar. Mas em Tomar, na Tomar que conheci, não acontecia. O “meu capitão Oliveira”, de quem já falei várias vezes, por várias razões, não deixaria que isto acontecesse. Era Salazarista sim. Tinha uma relação de amizade com o meu pai, que odiava o Salazar e isso fazia-me uma certa confusão. É que, mais que Salazarista, “o meu capitão” era tomarense. Fez daquela terra um jardim, mas não só. Uma das suas obras foi a casa dos pobres, onde homens e mulheres encontravam abrigo, num ambiente acolhedor e simples, com horta e criação, que além de lhes dar trabalho, era uma ajuda para a manutenção da casa. Os que viviam cá fora, iam lá buscar o alimento de que necessitavam. Havia pobres em Tomar. Talvez os mais velhos se recordem de alguns: O Martinho, que lá vivia, o Troca a Nota, o D. Inês, o Jeitoso e a irmã, sei lá. Nunca me lembro de nenhum ter morrido assim.
Agora, um pobre paquistanês, que vivia em Tomar há muito tempo, apareceu morto numa lixeira, meio roído pelos ratos. Vivia numa casa sem portas nem janelas, davam-lhe de comer e dinheiro, que gastava em vinho. Desapareceu, e ninguém se preocupou muito. Apareceu, no estado que eu já disse: morto, numa lixeira e roído pelos ratos. Será que isto acontecia no tempo do “Capitão”? Deixem-me duvidar. Já nada é o que era dantes. Onde está a minha terra? Onde os seus jardins, as pedras do chão, a janela do Convento suja, mas inteira? Onde os homens como o Salazarista “Capitão Oliveira”, que por acaso, foi general e Director Geral da Polícia?
Na última vez que fui ao cemitério, não tinha uma flor. O mini-monumento, que lhe fizeram, é mais pequeno do que o bebedouro de pássaros que tem à frente.
O “meu Capitão” merecia mais, gente da minha terra. Perdoem-lhe o Salazarismo e, lembrem-se do Tomarense que ele foi.
E pronto. Voltei. Com uma história triste, mas que me fez lembrar alguém, que merecia mais dos seus conterrâneos.
Beijinhos e obrigada a todos.
Até um dia destes.

24 comentários:

Kim disse...

Bienvenue Petite Fille de Mon Blog.
Alma até Almeida!
Ora aí temo a Petite Marie a renascer das cinzas.
A "estória" é triste mas foi o que aconteceu e é a realidade.
Pobre de quem acaba triste, só, e abandonado numa lixeira.
Vamos lá a elevar esse moral.
Beijinhos regressada Mar

Maria disse...

Obrigada amigo Kim.
Vou voltar devagarinho, porque as forças ainda são poucas.
A história levou-me de novo para a infância e para a minha terra. Tinha que ser. É uma paixão muito grande.
Beijinho e de novo, obrigada por tudo.
Maria

Je Vois la Vie en Vert disse...

Bem-vinda de novo, querida Maria !

Embora voltas com uma história tristíssima que até me provocou pele de galinha, o importante é que voltaste !

Estás a ver, estás a ver, que não valia a pena te preocupar antes de ter os resultados finais !

Como escreveu o nosso amigo Kim : vamos levantar este moral e da próxima vez, escolha um tema mais alegre - não é que este tema não merece ser abordado pelo contrário mas não por alguém que já está triste e em baixa forma - para te ajudar a arrebitar !

Beijocas verdinhas

Maria disse...

Verdinha querida
Impressionou-me a triste vida do pobre homem. Comparei com o que se passava nos meus tempos de miúda, em que tudo era diferente.
Vou fazer o possível para a próxima ser mais alegre.
Beijinhos e obrigada por toda a ajuda, que tu e todos deram.
Abraço grande
Maria

Laura disse...

Claro que o teu (teu) capitão Oliveira, jamais deixaria que issoa contecesse, mas que queres, eles hoje ja não são homens assim, querem lá saber, desde que estejam quentinhos e enfiados numa bela casa ou num tecto decente, quem quer saber de quem sofre? Ora pois...Que tristeza saber que esse pobre homem morreu de frio,de fome e se gastava na bebida, coitado, talvez fosse a bebida que o ajudasse a esquecer a vida que não era vida mas que ele tinha...
Um beijinho e tamos faladas, tratamento feito e ficas fina antes do despontar da Primavera..
Laura a tua flor de linho, feliz porque nada é sem remédio e tudo se há-de resolver...

Maria disse...

É Laurinha. O "meu capitão" era um homem bom. Os homens que hoje mandam na minha velhinha Tomar, só se preocupam a estragar o que estava bem feito e, pouco ou nada se ralam com os pobres e carenciados. Trite morte a do pobre homem, que veio de tão longe morrer numa terra que já foi hospitaleira e solidária.
Quando chega a Primavera? Está tanto frio, que acho que se esqueceu de nós.
Beijinho
Maria

Laura disse...

A Primavera é quando quisermos que seja, doce Maria, é quando sentimos o sol aquecer cá dentro, dentro daquele pedaço de peito a que chamamos coração.
Claro que está frio, muito frio, e quando assim é, enregelam-se-nos os ossos, o olhar fica amortecido,e a alegria esvai-se para um qualquer lugar.
Deixa-me procurar uma musica que sinta que é linda, e escrevo-te uma canção!


Que chegue a Primavera
com o divino odor da terra
que traga no ar
prenúncios de amor.

Que venha carregada
da mais pura vibração
que não seja invejada
dentro do coração.

Primavera flores de cor
dias envoltos em luz
harmonia e contrastes
que a todos seduz.

Prepara-te doce Maria
para a receber
tantas as flores
que vais colher!

Beijinho da laura, ouvindo Leona Lewis...

Um Domingo sabendo a amor aquele doce sabor..

Maria disse...

Laura
Mais um belo poema para a minha colecção.
Obrigada, nina.
Hoje, além de Dia dos Namorados, é o aniversário da minha linda neta. Faz catorze anos, como a nossa Estrelinha.
Beijinhos
Maria

Je Vois la Vie en Vert disse...

Bom dia , Maria,

muitos parabéns e beijinhos para a tua netinha !

Ontém, diverti-me sem poider dançar, claro e hoje, dia de namorados, não vai ser festejada, não , senhora !
Não tenho namorado mas tenho um bom marido, aliás daqui a dois dias vou deixar no meu blogue um poema para ele.

Calminha, trata bem de ti para estar em boa forma de te divertir connosco !

Beijinhos

Verdinha

Maria disse...

Verdinha
Estou em casa, no meu canttinho, enrolada em cobertores e dois aquecedores ligados. Tenho dois namorados comigo: o João e o Vasco.
Faltam-me outros dois: o filho mais velho e o meu neto querido. Ah! E está o canito Nabão, que olha para mim com olhos apaixonados. Como vês não me faltam namorados.
Obrigada pelos paraabéns para a minha neta. Está longe, no Algarve com a mãe, mas já falei com ela.
Abraço grande
Maria

Laura disse...

No Algrave há muitas estrelinhas como já vimos.
e quase da mesma idade também.
Pois tens uns namorados bem queridos, aproveita bem.. e até a companhia do Nabão, lindo nome do teu rio...
está frio sim e muito, nem o sol aqueceu o tempo.
beijinho e tudo de bom para vós 3..laura

Maria disse...

A nossa Estrelinha também está no Algarve. Nem me tinha lembrado. Parece que aquelas bandas, fazem as mocinhas lindas e sensíveis.
Aqui está chuva, frio, desagradável. Só apetece estar no ninho.
Beijinhos.
Maria

Laura disse...

Maria, sol, muito sol, muita luz, muita paz, e vamos indo.
É verdade estrelinhas Algarvias têm algo que não sabemos o que é e mexem connosco... Ora melhora depressa e ao mesmo tempo com calma, para irmos ao passeio em Setembro em lagos, Algarve, está a ser programado pelo nosso Homem do passeio, só ele, Osvaldo, ora pois!...
Beijinhos mil da tua flor de linho, laura

Estrela d'Alva disse...

Maria,

Vim deixar beijinhos, enormes cheios de Luz... apesar de aqui estar desagradável, chuva e frio!

Mas eu estou sempre aqui... a tentar dar mais um bocadinho de Luz às pessoas de quem gosto!
:)

Estrela d'Alva

Maria disse...

Olá pequenina
Já estava a sentir a tua falta. Faz-me falta a tua ternura e a tua Luz.
Beijinho da
Maria

Je Vois la Vie en Vert disse...

Querida Maria,

Obrigada pelas tuas palavras pelo meu aniversário de casamento. Afinal, temos várias coisas em comum ! É então e também pelo João que tens que te tratar rapidamente !
O Leo gostou muito da surpresa que eu lhe fiz - fiz-lhe uma mais extensa num DVD com fotos nossas - e até foi ele que sugeriu colocar a nossa foto quando lhe mostrei o post do blogue. Eu não queria... Sabes como eu prezo a minha privacidade, como tu....
Não queres fazer a tradução do meu poema para eu o colocar no post? Fazes isto tão bem, respeitando sempre as minhas palavras !

Muitos beijinhos

Verdinha

Maria Cusca disse...

http://cusquicesdetomar.blogspot.com/

Laura disse...

trouxe até aqui o poema da verdinha para traduzires p.f. é que sempre quero ver o que é que ela diz ao leo, tão lindo e jovem na foto, pudera, muitos anos se passaram, mas ele continua lindo, e ela? idem, idem..faz lá o favor querida maria..um abraço e tomei a liberdade de o copiar para não perderes tempo a subir e descer escadas... grata...podes escrever cada verso depois do que tem e assim não dá tanto trabalho, eu leio em Português..laura




LOIN DES YEUX, PRÈS DU COEUR

Cet amour par-delà les frontières
Il semblait tellement lointain
Il avait tout de la flamme éphémère
Et pourtant, il n’a jamais pris fin.

C’est le jour de notre mariage
Très généreusement béni par Dieu
Que j’ai découvert une nouvelle page
Celle que j’ai scrutée de tous mes yeux.

Toute ma vie a changé de dimension
L’horizon ne fut plus limité à moi-même
Car pour atteindre cette exquise communion
Il m’a fallu le répartir avec toi que j’aime.

De nombreux petits bonheurs quotidiens
Ont en vérité fortifié notre amour
C’est toi qui es devenu mon ange-gardien
Sur lequel je peux m’appuyer toujours.

L’amour-fou qui s’appelait passion
Par l’amour-stable s’est fait remplacer.
Mais son tendre jeu de séduction.
Pourtant jamais ne s’est fait évincer !

Dans les yeux nous nous regardions
Nous vivions en parfaite harmonie
Cependant une de nos belles intentions
N'en restait pas pour autant endormie.

Seuls nous ne pouvions continuer
En nous grandissait une énorme envie
De ne plus vivre en petit comité.
Avec nos enfants, nous avons créé une famille.

Par des difficultés nous sommes passés
Les moments ne furent pas toujours roses
Mais jamais nous ne sommes lassés
De lutter pour qu’ils ne fussent pas moroses.

Je t’ai connu comme vacancière
Insoucieuse comme on est à vingt ans
Mais le jour où je fermerai les paupières
Je veux sérieusement que tu sois présent.

Comme dit cette chanson
Dans tes bras je veux mourir
Avec toi rester en parfaite unisson
Pour rendre mon dernier soupir.

Je désire continuer mon chemin
Vers ce futur qu’on dit incertain
Et arriver ma main dans ta main
Aux portes de ce lieu divin.

Poème de Verdinha

Je Vois la Vie en Vert disse...

Não te maces, minha amiga, já fiz uma tradução do meu poema e da canção para a Laurinha e deixei uma tradução rápida no meu blogue.

Trata bem de ti para voltar cheia de genica !

Beijinhos

Verdinha

Laura disse...

Pois foi, vinha dizer-te o mesmo que a verdinha, já a tenho, é lindissima, é amor, e que bom viver a vida sabendo e sentindo que o outro coração bate para o mesmo lado, minha nossa, o que eu tenho perdido estes anos todos...Um abraço de melhoras da flor de linho..laura

Maria disse...

Queridas Verdinha e Laurinha
Continuo mandriona, cheia de medicamentos, com frio e um bocado em baixo.
Desculpem, isto vai passar, espero.
Beijinhos
Maria

Laura disse...

Ehhh, acorda mandriona, excelente artigo para um post...
Um dia soalheiro, aqui já brilha, e com ele a vontade d epintar o quadro que comecei e já safei 3 vezes, dizem que á terceira é de vez! Beijinho e recupera-te, estamos ansiosos que o teu sorriso se alargue..laura

Anónimo disse...

La ringrazio per intiresnuyu iformatsiyu

Anónimo disse...

[url=http://kaufencialisgenerikade.com/]cialis[/url] cialis deutschland
[url=http://acquistocialisgenericoit.com/]generico cialis[/url] prezzo cialis
[url=http://comprarcialisgenericoes.com/]cialis[/url] comprar cialis espana
[url=http://achatcialisgeneriquefr.com/]cialis achat[/url] cialis prix