segunda-feira, 3 de maio de 2010

Só uma flor



Na sexta-feira estava um pouco triste. Pensava ter um dia só com o Vasco, o que vive mais perto, sem os outros que vivem longe.
Lembrei-me do tempo em que todos eram pequeninos, e no dia da mãe me acordavam de manhã, com beijos e as coisinhas que para mim faziam, com carinho, de se meterem na minha cama, enquanto eu via as prendinhas.
A tristeza, como sempre, deu um poema triste, saudoso.
À noite, o mais velho, disse-me que vinha cá com o neto, a nora (nora, filha). Só faltava o impossível. Ver a filha e a neta.
O poemazinho aqui vai.

Só uma flor

Só uma flor!
Depois, talvez um beijo.
É só o que desejo
Meus filhos, meu amor.
Só a vossa presença,
Bastava para mim
Para poder pôr fim
Nesta saudade imensa.
Um telefonema, ao menos
Já que não posso vê-los
Beijar-vos os cabelos
Como em pequenos.

Afinal tive cá 4 a almoçar. Os dois rapazes, a filha (nora, que não é nora) e o neto. Fiquei mais feliz. Mas havia dois lugares vagos na mesa e no coração: as minha meninas, que longe no Algarve, me telefonaram, logo de manhã. E tive flores, um disco triplo de Brel, os beijos e o telefonema meigo da minha filha.
O dia acabou por ser feliz, quase inteiramente feliz.
E digo eu às vezes, que não ligo às datas!
A nossas mães, a minha e a do João, tiveram direito, como sempre, a dois botões de rosa e a muitas saudades.
É bom ser mãe.
Obrigada meus filhos. Um beijo nos cabelos, como dantes, ao deitar.
Até um dia destes.

21 comentários:

Osvaldo disse...

Maria;

Como te compreendo...
Nos dias que antecedem esses dias especiais, e em especial o dia das Mães, vejo sempre a Ana a dizer;
Este ano não comprem nada, afinal é um dia como os outros , é apenas mais um dia porque o dia das Mães é todos os dias, bla-bla-bla....
Chega o dia, por mais esforço que ela faça, nota-se a ansiedade porque no fundo ela sabe que algo se vai passar...
É a tradicional saída surpresa ao Restaurante onde os filhos e as netas a esperam para os presentes, as flores, os beijinhos e a confirmação para ela, de que tem uma familia que a ama... embora disso, ela tenha a certeza.
bjs, Maria e um grande abraço aos teus dois homens, João e Vasco.

Maria disse...

Osvaldo
Espero que este ano, a Anita tenha tido muito carinho dos filhos. Bem precisa.
Tenho pensado muito nela. Espero que tudo esteja a correr pelo melhor.
Beijinhos para os dois e abraços do João e do Vasco.
Maria

Laura disse...

Olá querida e amada Maria...
Valeu a pena, os filhos vieram e as meninas de longe telefonaram, outro dia virão e será mais uma alegria...
Foi bom tê-los á roda da mesa e rindo contando, recordando coisas...

De manhã fui ao aeroporto recolher o meu presente maior, foi tão bom o nosso abraço apertadinho, um senhor que aguardava pela boleia, ficou a olhar-nos, o nosso abraço é sempre longo, apertado, e damos beijinho nos lábios, o homem olhava-nos espantado, mas que raio de cota com o rapaz, e eu disse; ó meu amor meu filhinho querido, vá lá, ele sossegou...mamã mamã mommyzita querida, trocamos de lugar e vimos todo caminho a rir e a falar, conta tudo,ás vezes até diz; queres que te faça um desenho? sabe tão bem ter um nino assim..depois acabei a sopa de peixe e fomos para a minha mãe almoçar, viemos á tarde e foi um dia e peras só a companhia, tão bom..Beijinhos maria e aquele abraço apertadinho da laura

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Mariamiga

As mães sabem-na toda. São terríveis. Fingem que ninguém virá para o seu Dia e depois, com a casa cheia, ficam a fingir de deslumbradas... Manhosas... Antes, que me recorde, era a 8 de Dezembro; agora sei lá quando é. Como a Páscoa: tem dias.

Não é politicamente correcto escrever estas coisas. Mas, não peço desulpa: mesmo assim - mãe é mãe e é muito bom tê-la, ou recorda-la.

No domingo, estivemos em casa do Miguel para festejar os 14 anos do Rodrigo, que anda a ensinar a Rute (???) a tocar guitarra (???). No nosso tempo era diferentíssimissimo...

Os três bons malandros, ou seja o próprio Miguel, o Paulo e o Luís Carlos, naturalmente os dois últimos lá estavam, ofereceram à Raquel coisas bonitas e que sabem que ela aprecia: Cds, DVDs, e livros.

A malta junior também aproveitou o ensejo para contemplar as rspectivas progenitoras. Estava feliz: é bué da fixe ter a maltosa junta num dia destes.

O pior foi à noite: o Sporting deu barraca, kera o keu não queria, e o FêCêPê não perdeu, kera o keu desejava. Mas, enfim, não se pode ter tudo...

Abs artísticomachos e qjs para tu

PS (enfim...) - A Raquel agradece-te o cuidado de Amiga que és e manda-te bjs. Depois telefono-te a dar conta do que se passa. Pelo menos, ela anda um pouco mais calma...

Corvo disse...

Não ligas às datas?! Esqueces-te que eu leio o teu blogue, ou esqueces-te que te conheço?!
Quem me pegou a mania das datas?!
Não, que não ligas!
Pois olha que também me lembrei de vocês os dois que já não têm a mãe por perto, e hoje, ao falar com uma vizinha cujo filho morreu lembrei-me do que teria sido o dia de ontem para ela. Comentei com ela sobre o vento que esteve ontem à noite e ela disse-me que não deu por nada, que se deitou ainda não eram 9 da noite.
Afinal, há mais quem ligue às datas.

Beijo do filho + novo.

Corvo disse...

Além do beijo para ti, aproveito para enviar outro à Laura, e dois abraços ao Osvaldo e ao Antunes Ferreira

Laura disse...

Corvo, o meu já cá canta! (beijinho e bem repenicadinho) e daqui já não sai mais...
Obrigadinha meu querido Vasco, amigo também, pois somos amigos dos filhos das amigas, etctera...
Bons e felizes dias te esperem sempre..outro jinho e mais um abraço pra ti, da laura

Kim disse...

Eu cá fico-me sempre por uma rosinha branca.
Para o resto nem há palavras.
Beijinho Petite Marie

Maria disse...

Laurinha querida
Grande dia da mãe! O teu filho chegou mesmo a tempo.
Mãe, palavra tão boa de ouvir e de dizer! Geralmente, é a que primeiro aprendemos.
Beijos para os ninos e para ti
Maria

Maria disse...

Henriquamigo
Primeiro: Ainda bem que a Raquel está melhor e teve um bom dia da mãe.
Segundo: O dia da mãe antes, era como dizes a 8 de Dezembro. Eu gostava mais, por ser o dia em que nasci. Por acaso, o meu mais velho, faz anos a 19 de Maio, dia do pai. O meu pai dizia que nunca tinha tido tão bela prenda.
De uma assentada, dei a lembrança a três: ao meu pai, ao meu sogro e ao meu marido. Foi prático, mas custou um bocadinho.
Beijinhos grandes e as melhoras da minha amiga Raquel, abraços do artista e queijinhos para tu.
Maria

Maria disse...

Ai Corvo, Corvo... sabe-la toda, tu.
Não posso fazer batota contigo. Conheces-me bem demais.
Beijinho, vou ouvir o Brel
Mãe

Maria disse...

Kim
Uma rosa branca é tudo o que as mães vivas ou mortas, querem dos seus meninos. As minhas, tiverem uma rosinha e um beijo de saudade.
Beijinho meu amigo.
Maria

Andre Moa disse...

Bastou uma flor
dada com amor
p'ra dar à Maria
no dia da Mãe
e ainda bem
merecida alegria.

Parabéms
Beijinhos
André Moa

Maria disse...

André

Uma flor é para mim
Dada com amor de filho
Mais bela e com mais brilho
Do que peça de marfim.

Só tê-los ao pé de mim
Já vale por uma prenda
Não há mãe que não entenda
Pois somos todas assim.

Beijinho
Maria

Laura disse...

Bom dia Maria
bom dia flor
bom dia alegria
bom dia amor!...

Ah, tou cheia de espirrar com a alegria do polen..ou dessa flor aí no post. ahhhh..beijinhos mil da tua flor d elinho, laura

Laura disse...

Maria querida, bora, anda tudo enxuvarado e cansado sem vontade de andar plos blogues, vamos lá a arrebitar..Aquele abraço apertadinho da tua flor d elinho...

Estrela d'Alva disse...

Maria,

Deixo um Girassol para que sejas como ele: que te vires sempre para o Sol.
=)

Gosto muito de ti,
Estrela d'Alva

Maria Soledade disse...

Minha Kida Maria;Cheguei atrasada,mas os dias não têem sido fáceis e então ando como posso...devagarinho!

Vês Kida, como acabaste por ter um dia Feliz!As Mães nunca se esquecem.Eu,apesar de "festejar" o dia da Mãe a 8 de Dezembro,assim fui acostumada e para mim esse dia tem bastante significado, nunca deixo passar em branco o 1ºDomingo de Maio, hoje, considerado Dia da Mãe.

Apesar do meu corre-corre fui à minha Mãe levar-lhe uma rosa(muita bonita),o meu beijo e mais 2 horas de mimos.A minha filha não me deu nada, mas vá lá,pediu desculpa por não ter dinheiro.Mas eu francamente não me importei porque para mim o dia da Mãe continua a ser a 8 de Dezembro.Penso que o 1º Domingo de Maio foi criado apenas porque o comércio nesse mês não tinha nada onde o people pudesse deixar o guito...digo eu!!

Ai, o Jacques Brel, que Belo presente!Vá lá, põe a tocar para a malta toda...

Beijinhos minha Kida MUUUUIIIITOOOOSSSSSSSSSS

Laura disse...

Beijinhos mil em dia de chuva, frio e já ando de pijama, livra...
Da flor de linho, laura

Maria disse...

Ninas
Ando mandriona, farta de tudo, não me apetece escrever, com a cabeça completamente vazia.
Vai passar. Um dia destes volto.
Beijocas e até lá.
Maria

Je Vois la Vie en Vert disse...

Oh, minha querida Maria, arrebita, por favor !
Vê o lado bom das coisas e vira as costas ao lado mau ! É o que faço até porque as minhas costas são tão feias - por dentro ;)) -, estão completamente estragadas :((.

Volta a desembaciar a jjanela do meu blog e fica là um pouco e talvez verás borboletas como a nossa querida Soledade !

Beijocas sulfurosas (estou nas termas)

Verdinha