quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Alexandre O'Neill, Alain Oulman e...Amália

Um dos meus poetas preferidos, um dos meus compositores preferidos e Amália.


Segue o Poema:

Gaivota

Se uma gaivota viesse
trazer-me o céu de Lisboa
no desenho que fizesse,
nesse céu onde o olhar
é uma asa que não voa,
esmorece e cai no mar.

Que perfeito coração
no meu peito bateria,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde cabia
perfeito o meu coração.

Se um português marinheiro,
dos sete mares andarilho,
fosse quem sabe o primeiro
a contar-me o que inventasse,
se um olhar de novo brilho
no meu olhar se enlaçasse.

Que perfeito coração
no meu peito bateria,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde cabia
perfeito o meu coração.

Se ao dizer adeus à vida
as aves todas do céu,
me dessem na despedida
o teu olhar derradeiro,
esse olhar que era só teu,
amor que foste o primeiro.

Que perfeito coração
morreria no meu peito morreria,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde perfeito
bateu o meu coração.

Alexandre O'Neill

Até um dia destes
Maria


8 comentários:

Alva disse...

Olá Maria

Amália em grande, sem palavras, como sempre.
Alexandre O'Neill um enorme poeta.
Alain Oulman compositor mais-que-perfeito.

Quanto ao poema gosto imenso destes versos:
"Se ao dizer adeus à vida / as aves todas do céu, / me dessem na despedida / o teu olhar derradeiro, (...)"

Muitos beijinhos para ti,
Da tua Pequenina

Maria disse...

Pequenina
O poema é lindo mas O'Neill, escreveu muitos e muito bons. Foi um grande poeta, dos mais completos que temos.
Oulman, perfeito como sempre e, Amália é Amália.
Um trio perfeito.
Também gosto muito da versão do Carlos do Carmo.
Beijinhos minha Pequenina
Maria

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Mariamiga

Tiraste-me a palavra da boca: a interpretação do Carlos do Carmo também é... tsunâmica. Nem sei de qual gosto mais...

E não tem nada a ver com a canção do Marco Paulo.

Eu tenho dois tractores
que em nada são iguais
um é a gasolina
e o outro é a pedais

E nem sei muito bem
de qual eu gosto mais, mais, maisssssssss!!!!


Desculpa-me a gozação, porque nem a Amália, nem o ='Neil, nem o Oulman, muito menos o Carlos do Carmo e, sobretudo tu, a merecem. Mas eu sou assim... e prontos(s)

3abçs & qjs para tu

Maria disse...

Henriquamigo
Fazes-me sempre rir com os teus comentários.
O Carlos tem uma voz fora do normal, não sabe cantar mal, nunca.
Continua a ser o "Rei" dos fadistas.
Consegue aliar a uma voz ímpar,uma dicção perfeita e, uma expressão facial única. Além disso, sem desprimor para ninguém, é um perfeito homem, como dizia a minha querida sogra.
Abçs dos homens, beijinho para a Raquel e um pastelinho de bacalhau que, está mais de acordo com o fado, além de um copo, que o Alexandre gostava.
Maria

Kim disse...

... e quantas vezes eu já desejei, uma gaivota trazer-me o céu de Lisboa.
Lindo!
Beijinho Petite Marie

Maria disse...

Kim
Sabes que quando volto a Lisboa, vinda de qualquer lado, fico louca de alegria e, chego a chorar? Isto só me acontece com Tomar, Paris e Florença.
São as minhas cidades. E, pegando nas palavras do Henrique: Não sei de qual gosto maaaaiiiiiiiiis.
Tenho-as na alma.
Beijinho
Maria

Pascoalita disse...

Muito bonito, Maria!(agora que eu estava a começar a gostar, vais fazer uma pausa? eheheh)

Vou passando por cá para explorar os registos.

jinhos

Maria disse...

Pascoalita
Tudo o que é demais, cansa. Até a poesia. Ela voltará, pontualmente.
Agora vou parar uns dias, para tomar fôlego para outras coisas.
Ainda bem que estás a gostar.
Beijo
Maria