segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Mãezinha

Mais um poeta. Hoje elegi António Gedeão. Porque gosto especialmente deste poema, porque os meus pais fariam hoje anos de casados, porque quero partilhar convosco, algo que me diz muito. Queria publicar o video do Mário Viegas mas, não encontrei. Dos que vi, escolhi este, dito por Vitor D`Andrade, de que gostei muito.
Deixo-vos com ele e Gedeão.
Eu vou almoçar com o meu irmão. Vamos festejar uma data que nos diz muito, apesar da ausência dos nossos pais.

Até um dia destes
Maria

8 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Mariamiga

Apesar de tudo, voltei. Já estou a ver o ar chateadérrimo de muito boa gente: e nós que pensávamos que nos tínhamos livrado dele...

Voltei transmontaníssimo, aquilo é que são montanhas, aquilo éké boa cómida e boa bóbida, aquilo éké boa gente, aquilo éké ar sem mácula, muito menos poluição. Mas, também, aquilo é que são curvas.

Não me refiro, obviamente, às da menina Clarinha, solícita e atenciosa empregada de mesa de restaurante em Alfândega da Fé, por sinal excelentes. As curvas e o resto.

Falo, claro, das que sobem e que descem montes e vales, estradas de montanha, e isto diz tudo. Vou solicitar às autoridades regionais competentes que me seja passado diploma de curvador oficial.

Mui oubrigado a to la giente de l Reino Marabilhoso, cumo dixe l nuosso Miguel Torga. Abraços pa ls homes i queisinhos para tu, mius i beisinhos de la Raquel

NE - Este é o primeiro testículo que, regressado, boto aqui na blogosfera; tu, minha querida Amiga, mereces que assim seja. Agora, vou postar umas coisas transmontanas na desgraçada da Travessa...

Ah, já me esquecia: bom repasto co maninho ápio-jornalisteiro

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Maria, querida
Que bom, que está a vir mais vezes
nos oferta postagens tão meigas e tão
do meu agrado.Sempre lembro a data do casamento de meus pais. No próximo 12
de setembro eles fariam 80 anos de casados. É saudável, lembrar o que foi bom..."Salvei" esse vídeo, para meu arquivo, é lindo, o poema...
Hoje, em Fortaleza, é feriado, dia de N. Sra. da Assunssão, padroeira da cidade.
Desejo-lhe um bom festejo, no almoço com o seu mano.
Beijinhos, amiga
Lúcia

Maria disse...

Henriquamigo
Ainda bem que voltaste, porque anda quase tudo a dormir. Espicaça-me esta gente!
Ficaste preso ao Douro e Trás-os-Montes, o que em nada me espanta. Eu, a Ribatejana de Gema, amo aquela terra e a sua gente, do fundo do coração.
A minha nora(filha) é de Lamego e, nela e nos pais, que infelizmente já partiram, aprendi a amá-los. O Torga já me tinha dado umas deixas, é certo. Tudo aquilo é puro, lindo, limpo. Até a maneira de falar, conserva o gosto do Português antigo.
Já vim do almoço com o mano. Continuamos a fazer festa no dia de anos dos nossos pais. Maluquice? Talvez. Mas às vezes sabe bem ser maluco. Hoje seriam as Bodas de Diamante. Só faltou a miúda, que continua no Pico. Falámos deles com alegria, com o amor imenso que nos deixaram. Estamos aqui e somos nós, porque eles nos criaram e deram amor. Chorar, não. Foi o dia feliz deles, continua a ser o nosso.
Ainda bem que as férias foram boas.
Agora: "Volta ao blogue que deixaste".
Abraços dos homes, beijinhos para a Raquel e um belo Favaios para tu da
Maria

Maria disse...

Lucinha querida
Este mês virei-me para a poesia. Vai haver mais.
Este poeta, tem coisas lindas. Era um grande cientista mas, também um grande poeta. Há muita coisa dele musicada mas, prefiro assim, ou ler.
Tenho procurado fazer uma pequena colectânea das poesias que mais gosto. Vamos ver se o mês chega para todos.
Ainda bem que gostaste.
Beijinhos, amiga
Maria

Alva disse...

Olá Maria,

Já conhecia esse poema de António Gedeão... é lindo!
"A que sobeja / Chama-se Rosinha / Foi esse que o meu pai levou à Igreja / Foi a minha mãezinha"
De António Gedeão relembro a "Lágrima de Preta" e a "Pedra Filosofal", tanto um como outro são poemas espectaculares.

Obrigada pelo teu gosto refinado, continua a dar-nos partilhas como estas!

Mil beijinhos para ti,
Estrela d'Alva

Maria disse...

Minha Pequenina:
Tal como disse, gosto de Gedeão e conheço-o bem. Tem poemas de uma sensibilidade única.
Os dois que citaste, são dos meus preferidos. Nunca me canso de o ler.
Tu tens uma bagagem literária enorme, Pequenina. A maioria dos jovens não pega num livro. É pena, pois são grandes amigos.
Beijinho, minha menina grande.
Maria

Je Vois la Vie en Vert disse...

Belo poema muito bem declamado por esta voz tão quente.
Jovens ou até mesmo menos jovens não têm a cultura da nossa Estrelinha.
Na minha família não festejamos o aniversário de casamento dos meus pais nem os meus filhos festejam o meu e do meu marido. Este aniversário é nosso. Mas é verdade que se não fossem os nossos pais, não estaríamos cá... São vocês que têm razão, querida Maria !
beijinhos
Verdinha

Maria disse...

Querida Verdinha
Queria ter tempo para publicar mais poemas de Gedeão, mas quero postar mais poetas.
Também gostei muito desta interpretação. Gosto de ler e ouvir dizer poesia.
Meus pais sempre deram muita importância ao "seu" dia e nós habituámos-nos a isso.
Eu e o João também gostamos de estar sós.
A Lisa é muito diferente das meninas da idade dela. Culta, sabe falar e entender. Gosto muito dela.
Beijinhos, amiga
Maria