sábado, 6 de agosto de 2011

Um Poeta Esquecido

José Régio dito por João Villaret.
Quem se lembra deles?
Até um dia destes

13 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Que primor, Maria: o poeta e interprete, neste lindo vídeo.
Menos mal, por se gravar o que é bom!

No Rio Grande do Norte existe uma Portalegre. Estive lá há uns 3 anos. É uma bela cidade serrana. O amor que se tem à cidade natal, é uma das mais belas formas de amar.

Passei a conhecer José Régio e João Villaret, através de você, Maria.
Obrigada, então
Beijinhos
Bom domingo!

Maria disse...

Lucinha
Para mim, José Régio tem uma obra única. A sua poesia sempre triste,faz parte da Grande poesia. No entanto, fala-se pouco dele e, a grande maioria já não o conhece. Villaret, o
maior e melhor "diseur" português, morreu novo, há discos e CDs dele mas, só é conhecido e lembrado em coisas mais populares. Era também actor e bom.
Ainda bem que gostaste. No youtube encontrarás algumas coisas dele.
Na Wikipedia encontrarás as biografias de ambos.
Beijinho e bom Domingo
Maria

Laura disse...

Todos vão ficando para trás, Maria, os nossos jovens gostam de outro género de musica, nem dançar sabem, coitados, só de os ver a dançar, a maioria só dança nas discotecas e pelo que vêem...

Mas no coração de muitos, os velhos Poetas continuam a existir.

Beijinhos

laura

Je Vois la Vie en Vert disse...

Querida Maria,

Olhando a minha bela varanda daquela minha janela, ouvi este poeta esquecido na voz incomparável do João Vilaret.
Obrigada, minha amiga, por me teres dedicado esta publicação.
Beijinhos
Verdinha

Maria disse...

Laurinha querida
Os poetas ficam para quem se lembra deles.
Como vão as mudanças? Já tens o shaka contigo?
Beijinho
Maria

Maria disse...

Verdinha querida
Do meu canto, ao pé da minha janela, vou continuando a ler e ouvir os meus poetas.
O teu comentário divertiu-me.
Beijinho

Kim disse...

Maria
Os poetas nunca ficam esquecidos. Há sempre alguém que neles se inspira para recordar seus sonhos ou para lamentar suas tristezas.
E quando se juntam dois génios, dá nisto.
Beijinhos Petite Marie

Maria disse...

É verdade Kim. Dois grandes génios.
Gosto muito de poesia e, Régio é um grande poeta.
Villaret é Ele e, está tudo dito. Aprendi muito com ambos. Aprendo muito com o que leio e ouço. Foi a minha melhor escola. Foi e é, pois enquanto vir e ouvir, vou continuar a aprender.
Beijo
Maria

Alva disse...

Olá Maria,

Em pequena não cantava "Joana come a papa, come a papa" em pequena cantava, de cor, "A Procissão" dita por João Villaret. Ainda hoje a sei de cor!
Tenho a sensação que João Villaret tinha uma voz tão expressiva que me suscitou interesse desde que o ouvi... eu não queria outra coisa.

E José Régio nem precisa de apresentações, que grande poeta!

Muitos beijinhos para ti,
Da tua pequenina

Maria disse...

Pequenina
Achei imensa graça por dizeres que aprendeste toda a "Procissão", ouvindo Villaret. O poema é de António Lopes Ribeiro, o realizador de "Pátio das Cantigas", "Pai tirano" e muitos outros filmes que continuam a deliciar-nos.
Régio era na verdade, um grande poeta e escritor, que muito admiro. Fico sempre surpreendida com o teu conhecimento de coisas "fora de moda".
Beijinhos
Maria

jose garrido disse...

Maria, é mágico o que nos trouxe aqui. O Poema é lindo e o Villaret o maior mestre, a dar vida ao que outros escreveram. Gostei!
Obrigado Maria

Maria disse...

Obrigada Zé.
Este mês talvez apreçam mais poetas.
Vamos ver se tenho paciência.
Beijo
Maria

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.